Personalidade no visual

personalidade-no-visual-1

Adaptar nossa personalidade no visual do dia a dia não é uma tarefa tão fácil. Com o trabalho, filhos e a correria, às vezes apertamos o botão do modo automático e acabamos não dando tanta atenção ao visual. Não se preocupe, isso é extremamente comum, mas hoje estamos aqui para te dizer que sim, você pode e deve se sentir mais você! Vamos te dar exemplos simples, mas que podem fazer a diferença na hora de escolher suas peças daqui por diante.

personalidade-no-visual-2

Como o nome já diz o clássico nunca deixa de ser especial. Quem não tem uma saia reta, um scarpin, ou uma camisa de botão? Se você não tem saiba que são peças maravilhosas que quando misturadas com outras e se tornam ainda mais especiais.
Saias midis, vestidos plissados ou vestidos na altura do joelho são modelos lindamente clássicos. No dia a dia você pode inserir essas peças sem medo, geralmente são peças chave para você se destacar. No inverno invista em golas, blazer e calças retas. 
Para o dia a dia opte por uma saia clássica, camiseta estampada e um scarpin ou sapatilha. Você pode usar uma camisa de botão, um jeans com lavagem escura, colares com pérolas e trançados  também são uma ótima forma de incluir esse estilo tão especial no seu dia a dia.
Na hora de sair para um evento ou festa, aposte em um batom vermelho acompanhado de um belo vestido, sua pump e coque é para acertar de olhos fechados.
São nos pequenos detalhes que o clássico se destaca e nunca sai de moda.

personalidade-no-visual-3

O Boho voltou com tudo! É um estilo tão rico em detalhes, tão completo, tão único que seria impossível não citá-lo aqui. Peças rendadas, estampas étnicas, chapéus, maxi colares, maxi acessórios, tricot, tons amadeirados, peças alongadas, terrosas, transparência, fazem esse estilo ser tão marcante. Roupas mais largas, tecidos finos e com balanço são peças coringas para este visual, elas têm um pouco de hippie, um pouco de rock, um mix de elementos que caracterizam esse estilo por ser tão unicamente próprio. Botinhas são uma das peças chave do Boho! Misture com jeans, peças leves, kimonos, faça um mix com estampas, crie movimentos, esse estilo é para quem gosta de ser mais natural, porém, não abre mão de ser presente. 

Ele cabe em diversos momentos e pode se adaptar a diferentes ocasiões. Use peças mais transparentes, saias longas, faça sobreposições. Sabe aquelas roupas “praieiras”? Então, você pode incluí-las no visual e se sentir uma modelo de festival por onde quer que vá!

personalidade-no-visual-4

O estilo Glam é digno de tapete vermelho e nunca passa despercebido. O Glamour nos lembra brilho, riqueza de detalhes, estampas de leopardo, aplicações, corino, dourado, prata, desfiles de moda e muito poder! Aposte em peças que te façam sentir uma diva de cinema, coloque toques de brilho em detalhes, como por exemplo um colar brilhante, um brinco de glitter, uma peça de oncinha, um sapato que se destaque. Esse estilo é para quem não tem medo e adora brilhar. Comece usando pequenas peças marcantes e depois vai introduzindo esse glamour no seu dia a dia. Como por exemplo, coloque uma peça de oncinha e o restante mais básico, em outro momento pegue aquela peça brilhosa e misture com um blazer ou jeans. Uma saia midi com brilho misturada com uma camiseta ou camisa de botão, fica um arraso!
Coloque sua criatividade para trabalhar e descubra que o glamour não é só para festas e eventos especiais. Seja glamorosa todos os dias e brilhe como o Sol!

personalidade-no-visual-5

Nossas Pinups estão aí? Não é hoje que nós amamos e nos inspiramos nesse estilo tão especial.

A delicadeza, feminidade, o charme antigo não resume em apenas se caracterizar, é mostrar a beleza da mulher de uma forma especial. Roupas femininas, laços, rendas, pode usar roupas justas e também mais rodadas. O Clássico mais retrô.
Aposte em cores, peças como vestidos e saias, sapatos como a meia pata estilo Alice, esse estilo é como um dia no parque cheio de doçuras e sorrisos.
Experimente usar batons rosas e vermelhos, coques e topetes, lenços nos cabelos, cortes de roupas mais definidos e claro, opte por peças que desenhem o seu corpo de uma forma que você exponha suas curvas com orgulho. Cintura marcada e sorriso no rosto! 
Misture com peças chave, como por exemplo, use uma regata branca, uma saia rodada, uma meia pata, faça um penteado diferente, aproveite para fazer um delineado gatinho e arrasar! 
Caso esteja começando a aderir o visual, opte pelos pequenos detalhes, como brincos de bolinhas, um vestido especial, opte por roupas com a cintura mais alta para destacar seu corpo.
Uma dica fácil é usar a sua jeans mom, um cinto fino, coloque sua blusa preferida, um Oxford e pronto! Outra dica é usar uma saia jeans, blusa branca, meia calça, sua Lolita de poá preferida, faça um penteado especial e aproveite!

personalidade-no-visual-6

O estilo romântico vai muito além de usar somente peças cor de rosa, o rosa vem com tudo e é super feminino, porém você pode usar tons candy, pastéis, ou até cores vibrantes como vermelho, coral e azul escuro. 

Estampas femininas, florais, poá, vestidos e saias são aquelas peças básicas que você precisa ter. Peças rendadas, rodadas, com detalhes especiais nas mangas. 
Use sapatos que se destacam, misturados com uma saia midi poderosa e uma blusa básica branca, opte por penteados do jeito que preferir, mas com ondas ou presos o visual fica super divertido e charmoso. Blazers estampados e com cores diferentes como azul céu, rosa bebê, amarelo, misturados com uma blusa com renda e calça preta fica puro charme e meiguice. Opte por peças femininas e misture com outras diferentes, são inúmeras formas de ser romântica sem perder sua identidade.

personalidade-no-visual-7

A atitude do rock jamais vai perder seu espaço, peças mais escuras, tons de cinza, preto, vermelho, jeans e branco jamais saem de moda. Nós amamos esse ar roqueiro e dizemos com propriedade que você pode usar esse estilo sem medo! Jeans, camisa básica, um tênis estilo all star e uma bandana no pulso e pronto! Seu look casual está pronto. Para sair que tal uma jaqueta preta com ou sem tachinhas, um vestido soltinho estampado, coturno e acessórios para complementar? Sabe aquela camisa de banda que você tanto ama? Use com um blazer, coloque uma saia ou calça, pegue uma botinha e aproveite! Tachinhas, pulseiras, mix de acessórios arrasam na composição, ouse com batons de cores diferentes como azul ou roxo. Invente, mude e permita-se experimentar peças diferentes, você vai se surpreender!

Seja qual for o seu estilo não se prenda, invista no que acha bonito e seja feliz, você pode ser o que quiser e usar as peças que mais gosta, seja multifacetada e ouse descobrir novas formas de se vestir! Existem muitas mulheres maravilhosas dentro de você, basta dar o primeiro passo.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

MAIS INFORMAÇÕES

Esta imagem é referente a matéria Um papo sobre Halloween do nosso blog

Um papo sobre Halloween

 Olá Lolilovers!  Me chamo Lilian e venho aqui falar de um assunto que ao mesmo tempo é muito legal, mas também um pouco preocupante: Halloween e gatinhos pretos! Primeiro, acho válido explicar o motivo desse conteúdo e como chegamos até aqui, afinal o que tem a ver moda e sapatos lindos com este assunto?  Como boa Lolilover que sou, sigo as redes sociais da marca e me deparei com uma publicação de Halloween com um gatinho preto! AMEI! Pois além de amar o dia das Bruxas, amo gatos. Mas, em seguida me bateu a realidade e lembranças do que acontece quando atrelamos o Halloween e gatos pretos: MAUS TRATOS!  Sim, é muito triste pensar que em pleno século XXI há quem veja o gato preto, assim como o todo branco e cinza, como se tivessem algum tipo de relação com as tradições desta data. Portanto, decidi entrar em contato com as meninas da Lolita que logo me responderam de forma generosa e amável e ainda fui convidada a falar desse assunto aqui no blog. Minha relação com os felinos é muito estreita, em 2014 após resgatar alguns gatinhos recém-nascidos e acompanha-los através da ONG Catland em São Paulo, pude ver de perto o trabalho de voluntários, protetores e veterinários engajados em resgates e cuidados. Logo me vi em um universo comprometido com amor, paciência e luta, mas também vi que o ser humano pode ser muito cruel.  Acompanhei a recuperação de um bichano preto, que foi resgatado em uma sexta-feira 13, de um ritual de magia negra, onde, se os voluntários não tivessem invadido a “cerimônia” ele seria sacrificado, pois foi enterrado de cabeça pra baixo, com o rabo para fora em um formigueiro. Ler isso deixou você impactado?  Então imagina saber que esse tipo de resgate é muito frequente nesses dias e principalmente no dia 31 de outubro.  Mas aí pensamos que essa crueldade pode ser apenas por conta de rituais, certo? ERRADO! E nessa hora que nos deparamos com casos de pessoas que maltratam os gatinhos simplesmente sob a justificativa de que eles dão azar. Nessa mesma época um gatinho muito assustado e extremamente carinhoso, foi entregue a ONG com seu rostinho quase deformado por queimaduras com ácido e quem o levou até lá, disse que quem mandou fazer aquilo era uma mulher que morava sozinha e pagou para alguns meninos sumirem com o gato, pois a mesma disse que após o gato aparecer em sua rua, ela havia sido assaltada e sofrido um tombo em sua casa e que estava claro que era “aquele ser amaldiçoado que estava causando tudo aquilo”.  Nesse momento vemos que a ignorância e a disseminação de “lendas urbanas” criadas há séculos ainda é um grande motivador para a ação violenta contra animais indefesos.  Então relacionar o Halloween com o gatinho preto vai fazer as pessoas maltratarem ele? Para pessoas um pouco mais esclarecidas e amantes de animais, não, mas não sabemos em relação a quem não se encaixa nesse perfil descrito, por isso é tão importante sempre deixar a mensagem que a interação lúdica do animal com a data é mera fantasia, e sempre pontuar o alerta quanto aos maus tratos. Não há uma estatística formal quanto ao aumento da procura de gatos (e em menor número também os cachorros, viu?) pretos nessas datas, mas basta entrar em contato com qualquer ONG ou protetor animal, que você ficará de cabelo em pé com a resposta. E isso por si só já é um alerta, uma vez que esses gatinhos são os menos adotáveis, muitas vezes crescem e morrem sem ter tido a chance de terem um lar de verdade, por conta da sua cor.  Vamos curtir o Halloween com nossos Pretinhos da sorte e deixar essa mensagem que, apesar de eles ficarem lindos unidos as bruxinhas, fantasmas, abóboras e toda essa temática de um dia tão divertido, são seres de verdade, que sentem dor e que merecem respeito, cuidados e que tanto eles como todo e qualquer animalzinho que entra em nossas vidas merecem nosso amor e carinho.    Happy Halloween, muitas gostosuras e travessuras, que por aqui eu e a minha gatinha preta, a Teté, curtiremos muito e mais felizes por poder deixar essa mensagem de amor para vocês! 
Esta imagem é referente a matéria Os melhores Destinos da Rússia do nosso blog

Os melhores Destinos da Rússia

  O país de maior território do Mundo é palco de inúmeras cidades extraordinárias, com muitas histórias para contar. Ostentando belezas incríveis, gastronomia marcante e uma vasta cultura, a Rússia é o lugar perfeito para quem busca experiências diferenciadas e muitas aventuras marcantes!  Separamos apenas cinco lugares, diante de tantas possibilidades, para te convencer a conhecer um pouco mais deste ambiente tão singular! Vamos lá? 1. Para conhecer a toda a história local: A capital da Rússia é uma das cidades mais populosas do Mundo e por estar repleta de cores, texturas e construções marcantes, se torna o principal destino do país. Mas Moscou não é tão famosa só por conta do ambiente físico exuberante. Indo além da beleza arquitetônica, os museus, galerias de arte e monumentos da cidade, contam a história da riqueza cultural deste país tão singular! Para quem busca uma imersão completa neste ambiente, este é o destino ideal. 2. Para provar o típico Strogonoff Russo: Nada como a gastronomia de um lugar, para nos fazer mergulhar na cultura, não é mesmo? Então, se você adora Strogonoff e quer provar a receita que deu origem a este prato, o destino ideal é a cidade de São Petersburgo! Além da culinária exuberante, o lugar de influência Europeia se torna a primeira opção dos viajantes que buscam por conforto e elegância, já que é uma cidade muito semelhante ao ambiente ocidental. 3. Para curtir a natureza:   Um ambiente de clima agradável, temperatura amena e muito alto astral. Não é a toa que a cidade de Sochi ficou conhecida como “Riviera Russa”! Localizada entre o litoral do Mar Negro, a cidade é uma alternativa eficaz para os turistas que procuram fugir do clima frio da Rússia, enquanto se deliciam nos jardins verdes, em meio à natureza e aves exóticas, como pavões e avestruzes. Já pensou curtir as férias com essa companhia agradável? 4. Para contemplar a grandiosidade religiosa:   Com 7 km de comprimento e 500 m de largura, as Ilhas Kizhi abrigam três surpreendentes construções do século 18, que consistem em igrejas de madeira, construídas sem qualquer uso de pregos ou parafusos. A riqueza dos detalhes e a delicadeza aparente encanta o olhar e transborda sentimento em cada um dos visitantes diários. O lugar é tão mágico e encantador, que hoje é considerado Patrimônio da Humanidade da UNESCO. 5. Para observar e agradecer:  Localizado ao Sul da Sibéria, o Lago Baikal é o maior lago de água doce da Ásia e o maior do mundo em volume de água. O cenário se transforma em verdadeiros cartões postais ao longo das estações, passando por praias no verão e apresentando superfícies congeladas no inverno. E além das suas belezas de tirar o fôlego, sua reserva possui cerca de 20% de toda a água doce do planeta. Para os aventureiros, vale a pena contemplar essa relíquia ambiental!   E aí, já escolheu qual será o próximo carimbo do seu passaporte? Antes de embarcar, confira aqui no site as nossas Lolitas inspiradas nesse país tão especial e calce amor em todos os seus momentos desta nova aventura!
Esta imagem é referente a matéria Precisamos falar sobre: Outubro Rosa! do nosso blog

Precisamos falar sobre: Outubro Rosa!

Dizem que para uma mulher ser realizada deve plantar uma árvore, ter filhos e escrever um livro. Pois bem, já plantei uma árvore, já tenho dois lindos filhos e estou reunindo assuntos para o meu livro. E hoje, compartilho aqui um capítulo importante desta história: “A cada situação, fato engraçado ou dificuldades da vida, respiro fundo e digo: Tudo bem, mais páginas para o meu livro! E enfrentar um carcinoma, foi apenas um trecho sombrio de uma longa história de luz!  Há cinco anos, passei por turbulências pessoais que foram, talvez, o maior desafio da minha vida até então. Resolvi escrever, pois eu mesma encontrei poucas biografias de experiências vividas e relatadas por mulheres com casos parecidos com o meu.  Desde os 33 anos de idade faço mamografia (apesar de que o normal é a partir dos 40 anos), mas por ter histórico de mãe com câncer de mama, é necessário investigar mais cedo. Prometi a mim mesma que sempre no mês de agosto, no meu aniversario, me daria de presente meu check up anual. Neste ano, algo me dizia que não podia deixar de fazer meus exames, já que o ano passado não fiz aniversário?!  Gente! Eu acho que não fiz aniversário? onde eu estava? 2013 foi tão corrido e eu não havia feito meus exames de rotina!  Eu não sentia nada, absolutamente nada. Nem dor nem anormalidades quando me auto examinava. Mas aí vai a primeira dica: CUIDEM-SE, FAÇAM MAMOGRAFIAS ANUALMENTE E PROCUREM O MELHOR PROFISSIONAL. MESMO NÃO SENTINDO QUALQUER ALTERAÇÃO.  Já era normal receber meus exames e sempre com o mesmo parecer: “Tudo dentro da normalidade sem alterações mamárias", mas em agosto de 2014 foi diferente. Tomando um café com o meu marido no enquanto aguardava o Laudo do meu exame, recebi a ligação para voltar lá e refazer os exames. Assustada, lutar contra os pensamentos negativos era inútil neste momento. Voltei lá, refiz a mamografia e pior aconteceu, o laudo foi micro calcificações suspeitas na mama direita e a indicação de fazer exame complementar de ecografia. “Entre ser suspeito e ser algo pior, ainda tem esperanças”, pensei. Dois dias depois voltei na clinica para fazer a ecografia e as palavras mais temidas pra mim, naquele momento, entraram no meu ouvido: Laudo conclusivo da ecografia junto com a mamografia anterior: Microcalcificações suspeitas de malignidade - BI RADS 4C.  E na minha cabeça, muitas perguntas e nenhuma resposta.  Os 40 km do caminho de volta foram repletos de confusão mental, prantos e flash de pensamentos vivenciados com a minha mãe. O que podia e o que não podia acontecer comigo inundaram minha mente e eu vim literalmente dirigindo no piloto automático. Recebi uma enxurrada de informação, cheia de palavras técnicas que eu nunca tinha ouvido. O que é isso? Faço aniversário dia 23 de agosto - Vocês podem imaginar como foi meu aniversário de 2014. Receber um laudo destes às vésperas do meu aniversário não foi nada fácil, mas aos poucos fui pesquisando o que tudo isso significava. Cada palavra do Laudo e as suas possibilidades de tratamento, aos poucos começaram a fazer sentido e fui me ambientando com essa nova situação, já que encará-la de frente era inevitável.  Enfim a consulta com o mastologista chegou e a pergunta que não quer se calar:  -Qual o próximo passo Doutor?  O médico me falou que era arriscado puncionar, pois eram microcalcificações. O melhor nestes casos era fazer uma cirurgia ambulatorial para a retirada do tecido da área afetada e posteriormente, análise da biópsia. No dia 09 de setembro, realizei o procedimento ainda na madrugada já voltei pra casa. Os Longos 15 dias para obter o resultado da biopsia (que analisa o tecido retirado e o painel imuno histoquímico verifica se há vestígios de tecido mamário comprometido) se definiram entre consultas para verificar cicatrização e retirada de pontos. E enfim, o resultado: Carcinoma Ductal in situ. Bom, Carcinoma = Câncer e Ductal in situ = Localizado dentro do ducto mamário (Há vários tipos de câncer, digamos que Ductal in situ é mais ameno, pior é o invasivo que já passou do ducto mamário). Com bordas comprometidas, ou seja, ainda haviam microcalcificações não retiradas. Só neste momento que o médico me disse que não havia retirado tudo, que era necessário uma nova cirurgia ambulatorial, uma nova biopsia e que se, ainda assim, não removesse tudo, se faria necessário uma terceira cirurgia e assim fazer mastectomia - Em uma mama só sem reconstrução, esta seria feita por outro profissional posteriormente. Caso a segunda cirurgia não apresentasse mais bordas, se faria necessário 45 dias de radioterapia. Eu estava arrasada e a resposta mais simples veio rapidamente: Doutor faz logo mastectomia nas duas mamas e aí não preciso fazer mais nada!  Ele me respondeu que isso era uma decisão muito radical, que o protocolo pra casos como o meu seguiam as orientações recomendadas por ele. Fazer mastectomia era muito risco, porque mexer onde não tem problema? O Médico teve uma atitude bem conservadora no meu caso. Olhei para o meu marido e disse: Precisamos conversar, pois não estou querendo aceitar esse caminho como único. Voltei a falar com a minha médica ginecologista para pedir outras opções de profissionais na área para que eu pudesse pedir outras opiniões. Foi o melhor que fiz, em meio a turbulência e pressa, consegui um momento de clareza e atitude para ir atrás de uma segunda opinião.  SEMPRE PEÇA UMA SEGUNDA OPINIÃO! Essa é a segunda dica de ouro.  Entre tantos nomes recomendados, a escolhida foi a Dra Sirlei dos Santos Costa - Mastologia e cirurgia reconstrutiva e logo ao pesquisar sobre, me encantei. E para minha feliz surpresa, senti o que talvez seja o mais importante nesta hora, a receptividade, o amparo e a preocupação do profissional com a minha situação patológica e emocional. Mostrei todos os exames anteriores pedindo toda a sinceridade possível e as possibilidades que eu tinha.  A doutora me sugeriu que fizesse logo uma mastectomia bilateral com reconstrução. Explicou-me as vantagens e riscos e ao terminar a fala, meu questionamento foi: Como a Angelina Jolie?  Olha tá me parecendo que deste limão é possível fazer uma limonada. Achei-me a própria Angelina!  Chegamos então na terceira dica: AUTOESTIMA E BOM HUMOR AJUDAM A EQUILIBRAR O STRESS CAUSADO E A RECUPERAÇÃO DO TODO.  Tudo o que eu queria era me livrar do fantasma e esse procedimento me pareceu preventivo e eficaz, mas também, invasivo. Porém, eliminava etapas que talvez eu tivesse que fazer no futuro. Também fiquei sabendo que depois de fazer radioterapia não se pode colocar prótese em função da pele perder a elasticidade, sem contar com a radiação e gastos que eu teria a mais.  A inevitável cirurgia foi marcada para o dia 05/11/14, marcando dois pontos extremamente curiosos: A médica só tinha mais esse dia para cirurgia esse ano e neste dia completou 10 anos do sepultamento da minha mãe.  Mas vamos lá!  Começamos os procedimentos pré-cirúrgicos, antibióticos, sabonetes antibacterianos. Foram solicitados exames de sangue, eletrocardiograma, consulta com anestesista, ecografia com doppler dos membros inferiores (verificação para eliminar riscos de trombose) mamografia, linfo cintilografia mamária (esse exame serve para marcação do local das glândulas linfáticas) e raio x do pulmão. Ou seja, qualquer vestígio de complicações ou metástases foram pesquisadas. E tudo bem até então. No dia marcado, euzinha, já acordada desde as 3:00 da manhã, estava empolgada como quem vai em excursão de colégio. De banho tomado, malas prontas e exames na mão, partimos ao hospital! Cheguei no horário, fizemos check in, coloquei a roupinha super fashion (SQN) da cirurgia e fui pra sala de espera. Lá estavam mais algumas pessoas com o mesmo uniforme e as mesmas caras apavoradas que a minha.  Logo veio o anestesista, checar pressão e me explicar o procedimento. Pediu-me para ficar tranquila, que eu estava em boas mãos, estavam organizando tudo para sair tudo perfeito. Depois veio a Dra Rosa (assistente da Dra Sirlei) me buscar para a sala cirúrgica. Fez as marcações no busto e me acomodaram na mesa. A equipe estava completa (estavam animados, fazendo brincadeiras) e a essa altura, quando já estava ficando tontinha da anestesia lembro-me de dizer: - Bom trabalho equipe, até depois!  A cirurgia durou 5 horas foi feito mastectomia bilateral (duas mamas), colocação das próteses com teste no linfonodo sentinela (resultado na hora da cirurgia). Estava sonhando durante a cirurgia quando ouvi me chamarem:- Tudo bem Sandra? Olha seu esposo ai!  Gente eu acordei? E está tudo bem! A primeira pergunta que fiz pra doutora foi: - Qual o resultado do linfonodo sentinela? E ela respondeu toda sorridente, está tudo limpinho nada de metástase. Uhuh! Empolguei-me e fiquei enjoada da anestesia, na mesma intensidade, mas pouco a pouco, fui retomando os sentidos na sala de recuperação. Entre injeções de morfina na barriga, soros, drenos e fazer xixi na comadre, eu estava me achando ótima! Apesar de confessar que tinha medo dos riscos de uma cirurgia deste porte, deu tudo certo! Agora é ter paciência com a recuperação. É demorado, precisa de repouso e tive recomendações para não mexer o tórax.  No sábado de manhã dia 08 de novembro, ganhei alta, mas precisei ir para o hotel próximo ao hospital, pois não pude andar de carro para manter a fixação das próteses. Meu marido foi cozinheiro, enfermeiro e cuidador. Foi um momento de grande superação pra ele também!  Anote a quarta dica como um lema para a vida: COMO É IMPORTANTE TER AS PESSOAS QUE SE PREOCUPAM COM A GENTE PERTINHO NESTE MOMENTO.  O Gian foi exemplar! Nossos filhos ficaram comigo também e todos ajudaram a me alcançar as coisas, dar água, remédios, cuidados com os drenos (que até foram batizados como Dudi e Edudi), os meninos tiveram exemplos de como se deve ajudar quando alguém está com dificuldades. Foi uma excelente experiência pra todos nós.  Depois das consultas diárias, na terça feira seguinte, tirei os drenos e no outro dia já estava em casa. Foram necessários cuidados com a recuperação consultas de 3 em 3 dias e muita paciência, mas a vida se tornou muito mais leve em relação à antes! O que restou desta experiência, foi uma imensa responsabilidade de divulgar entre minhas amigas e minha rede de contatos, o quanto é fundamental a prevenção.  Não é sobre ter uma fobia ou neurose em função dessa doença, mas ter ATITUDE PREVENTIVA. As estatísticas de câncer, de mama principalmente, vêm aumentando muito e não dependem somente de hereditariedade, mas também da vida louca que levamos, do stress, da obesidade, da falta de regras com alimentação e sono e também, do nosso pensamento em acharmos que somos heroínas e se frustrarmos quando não conseguirmos realizar todas as tarefas (ser mãe, esposa, profissional, tudo ao mesmo tempo).  Deixo aqui a minha gratidão à família, amigos e conhecidos que de alguma forma me auxiliaram, mandando pensamentos positivos e ajudando na reorganização da rotina. Vocês são personagens muito importantes da minha história! Um abraço a todos!”  Obs: Coloco-me à disposição caso alguém tenha alguma dúvida, pois senti essa necessidade e não tive ninguém que tivesse passado por uma mastectomia para poder me auxiliar. Fique a vontade perguntando aqui no blog, nas nossas redes sociais ou no chat do site! Vamos juntas ♥